Fortaleza descoberta confirma a existência do rei Roboão – Igreja Pentecostal Deus é Amor

Fortaleza descoberta confirma a existência do rei Roboão

Fortaleza descoberta confirma a existência do rei Roboão

As escavações das ruínas da antiga cidade de Laquis, em Israel, são bastante antigas, mas achados deste ano corroboram com a narrativa histórica do Segundo Livro de Crônicas da Bíblia. O chefe do Instituto de Arqueologia da Universidade de Jerusalém, Yossi Garfinkel, explica que os especialistas que trabalham neste sítio arqueológico encontraram uma parede de uma fortaleza construída por volta do ano 920 a. C.

Ela seria uma das muitas fortalezas construído pelo rei Roboão, de Judá, no século X a.C. e remete aos relatos detalhados em 2 Crônicas 11: 5-10. O Dr. Garfinkel detalhou que esta descoberta, combinado com os resultados da recente escavação em Khirbet Qeiyafa, uma antiga cidade fortificada localizada 30 quilômetros a sudoeste de Jerusalém e adjacente ao vale de Elá.

Comprovadamente edificada no período em que o rei Davi reinava no reino do Sul (Judá), ela serve como um marco do surgimento do antigo reino do Norte (Israel).

Queiyafa é um dia de viagem de Jerusalém, capital do reino de Judá, e Laquis está a uma distância duas vezes maior, este arqueólogo acredita que a sequência de construção ilustra a lenta expansão do Estado hebraico.

Questionado por um ramo da arqueologia, os relatos bíblicos sobre “um reino poderoso nas colinas da Judeia” não teriam comprovação de achados arqueológicos. Pelo menos até agora.

Conforme aponta Garfinkel, no final da Idade do Bronze, Laquis foi uma grande cidade cananeia que acabou destruída por volta do século 12 a.C. Exames no muro externo da fortaleza escavada agora apontam que ele foi construído por volta de 920 a.C., quando o neto de Davi, Roboão, reinava.

No entanto, arqueólogos como Nadav Naaman, da Universidade de Tel Aviv, questiona a afirmação. Segundo ele, é mais provável que no século X a. C. a cidade ainda era controlada pelos filisteus. “Nessa época o reino de Judá ainda era muito periférico e muito fraco e só começou a ganhar força somente no século 9 a. C”, enfatiza.

Como é comum no campo da arqueologia, serão necessárias mais escavações e mais descobertas para que o relato bíblico seja, finalmente, aceito como fatual.

Fonte: Gospel Prime